Eu não sou o que aconteceu comigo, eu sou o que eu escolhi me tornar. (Carl Jung)

Não é porque alguém, por exemplo, te maltratou, humilhou, te tratou como incapaz, que você se torna de fato um incapaz.

Não é porque alguém te fez algo muito ruim ou porque alguma situação na vida te causou profunda dor, que você se torna de fato um infeliz.

Não é porque você nasceu e cresceu rodeado pela maldade, que você também se torna de fato uma pessoa má.

Não temos controle de nada que está fora de nós… Nem no mundo, nem nas pessoas.

Todas essas coisas influenciam a nossa vida, claro… Mas não são determinantes de nada!

Nós somos senhores absolutos do que vai dentro da gente! E decidimos o que queremos nos tornar apesar – e a partir – de tudo o que nos aconteceu.

Que história você vai contar da sua história? Você vai sucumbir diante das dores ou será como as flores que nascem no solo árido dos desertos?

Deixe um comentário